Este Natal ofereça histórias. Comece por oferecer, a si próprio, um dia para as escrever. Ou então, convide as crianças e os adolescentes lá de casa para uma oficina nas férias.


O desafio, com o nosso acompanhamento, vai ser escrever histórias, com princípio, meio e já agora um final que deixe marca em quem as recebe.

Num tempo em que as caixas de correio já quase só recebem contas e publicidade, vamos retomar a tradição de escrever no Natal. E ir mais além. Além do postal de Boas Festas.

Vamos escrever histórias para oferecer. Escrevê-las com carinho e depois escolher um papel bonito, fazer as letras, uma a uma, com esmero (ou, para aqueles cuja caligrafia é um caso perdido, escolher uma fonte especial no computador), quem sabe perfumar o papel, fazer um desenho ou uma fotografia para acompanhar, encontrar uma caixa bonita para a guardar, por um laço.

Melhor do que o objeto em si, é a intenção, o tempo dedicado ao presente, a doce memória que vai ficar no coração de quem receber as histórias.

Porque o afeto que escrever para os outros representa, esse, o tempo nunca apaga.

Clique aqui e saiba mais:

Escrever contos para oferecer no Natal – Oficina de um dia para adultos
Escrita criativa para crianças – Oficina de 3 tardes nas férias
Escrita criativa para adolescentes – Oficina de 3 tardes nas férias