Dia 15 de maio | Teatro «A Barraca»

Início às 22h

Uma tertúlia sobre o livro das nossas vidas, inspirada da obra de Ray Bradbury

«There must be something in books, something we can’t imagine, to make a woman stay in a burning house; there must be something there. You don’t stay for nothing.»

«The magic is only in what books say, how they stitched the patches of the universe together into one garment for us.»

in Fahrenheit 451, Ray Bradbury

 

Do que vamos falar?

Se só pudéssemos ler um livro na vida, que obra escolheríamos? Se fossemos parar à tal ilha deserta dos inquéritos, qual é que levávamos? E se a estante lá de casa estivesse em chamas, qual delas salvámos do fogo? Em Fahrenheit 451, de Ray Bradbury, há um grupo de resistentes que teriam resposta pronta para estas perguntas; foragidos que escolheram saber de cor um só livro, salvando das chamas e perpetuando na memória o seu conteúdo. É inspirada neste livro que se organiza esta tertúlia, onde leitores de todos os gostos são convidados a trazer o livro das suas vidas, a apresentá-lo e defendê-lo, a reflectir sobre as razões que fazem dele o favorito e a partilhá-lo com os demais participantes.

Com esta tertúlia informal e despreocupada, pretende-se abordar a obra literária a partir das experiências do leitor, das suas histórias e memórias afectivas, e das emoções que fizeram dum livro em particular o único entre todos.

A quem se destina

A toda a comunidade da Escrever Escrever - formandos de longa data, recentes e futuros - que desejam discutir e partilhar tudo o que sabem sobre o seu livro favorito e descobrir, com os outros, o que prende cada um de nós a uma só obra em particular.

Requisitos

  • Embora o evento inicie às 22h, pedimos que esteja n'A Barraca às 21h30;
  • Leve o livro que escolheu.