Novidades

Tiram-nos o sono. Acompanham-nos em noites de insónias. Anos depois de os termos lido ainda fazem eco cá dentro. E ainda se deixam reler, como se fosse a primeira vez.
Na noite que antecede o dia do livro, desafiamos todos os que gostam de ler para um serão diferente.
Vamos saltitar de estante em estante, mergulhar nos títulos, comparar primeiros capítulos, roubar frases e palavras. Vamos escrever a partir de livros: ler escrever, escrever e ler.
Num grupo de no máximo 14 participantes, a noite branca de escrita promete descobertas, partilhas e outros prazeres que só a noite sabe acolher.

Sábado, 22 de abril

Horário: 21h30 às 24h

Máximo participantes: 14

Valor: 25€ | 20€ para quem tem cartão Barata

Inscrições: info@escreverescrever.com

Nove anos a Escrever Escrever


21h30 | Bar do Teatro “A Barraca” | Largo de Santos | Lisboa
Entrada Livre

Venha escrever, nove linhas se lhe apetecer.
Venha brindar connosco.
Venha festejar.

De 24 de dezembro a 1 de janeiro, estamos a ajudar o Pai Natal a responder às cartas.

Regressamos dia 2 de janeiro 2017.

Renovados pelo ar fresquinho no Pólo Norte, voltaremos com muito fôlego para os cursos longos.

“As leis em dramaturgia são instrumentos de trabalho para serem utilizadas, não obedecidas.” Augusto Boal.

Vamos conversar com a dramaturga, jornalista e investigadora brasileira Paula Autran.

Um diálogo para ficarmos a saber mais sobre:
• a relação entre a escrita para teatro e o momento social em que se vive;
• a pedagogia da escrita com consciência do fio entre o palco e plateia;
• o processo de escrita colectiva;
• a experiência do Teatro de Arena e a inovação pedagógica inerente;
• aprendizagem da Escrita Teatral no Brasil.

Saiba mais sobre Paula Autran aqui : https://www.uc.pt/org/centrodramaturgia/Replica_CDC/paula_autran

Há quanto tempo ninguém lhe conta uma história ao ouvido?

Telefone: (+351)210 962 158
Linha de skype: escreverescrever1


No dia 26 de novembro, das 8 às 11 horas da noite, quem telefonar para Escrever Escrever vai poder ouvir uma história. E para quem está longe, estaremos ligados via Skype.

Do outro lado da linha, contadores de histórias – de viva voz, em direto e sem gravações – estarão prontos para lhe contar uma história, só para si ou em alta voz. Sem valores acrescentados e ainda com direito a escolher o tipo de conto que quer ouvir.

Vamos ter histórias de aventura, de amor, de suspense; histórias com princesas, com animais ou com ogres; histórias para rir, para chorar por mais, para ficar a pensar. Histórias para os mais pequenos e para os adultos. Vamos ter histórias para todos os gostos e feitios.

Inspirados no livro de Gianni Rodari, Contos ao Telefone, a Escrever Escrever vai fazer as histórias passarem de boca a ouvido, de coração a coração, seguindo não o fio do telefone, mas o fio da emoção. Queremos que as histórias entrem nas casas, ganhem lugar à mesa de jantar e se aninhem nas beiras das camas. Que cheguem a quem está em casa, a quem vai em viagem, a quem está sozinho e a quem se prepara para sair à noite, a quem está longe e já nem se lembra da última vez em que alguém lhe sussurrou ao ouvido uma história em português.

Contos ao Telefone é uma iniciativa da Escrever Escrever para assinalar a passagem da Estafeta de Contos por Lisboa – iniciativa que percorre todo o país de sul a norte, projeto da Biblioteca de Beja, que nasceu no encontro de narração oral Palavras Andarilhas.

Pode telefonar quando lhe apetecer, mas também pode contactar-nos previamente e marcar uma hora para lhe telefonarmos ou telefonarmos a alguém a quem queira oferecer esta experiência. A chamada também pode ser feita em alta voz, para um grupo.

Dia 26 de novembro, a noite vai ser de sonho.

É só ligar, fechar os olhos e deixar-se levar.