Novidades

VENHA AFASTAR AS TRAÇAS DA ESCRITA

Veja o programa e inscreva-se AQUI

SINOPSE 

São oficinas semanais, exclusivas para alunos e ex-alunos, com o objetivo de proporcionar um espaço onde os desafios e a partilha em grupo estimula a escrita individual. 

Realizam-se em formato de sessão única, de forma independente. A inscrição pode ser feita no número de sessões e nas datas que desejar. É um espaço para afinar, experimentar, construir e partilhar textos. A caixa de ferramentas está sempre aberta a novas ideias e praticantes. Acontece todos os domingos ao fim da tarde, com propostas alternadas. Alguns dos textos criados nas sessões poderão ser publicados no Blog Naftalina

 

DESCRIÇÃO

Se há sala na Escrever Escrever com um cheiro especial, é o espaço da Naftalina. Sala forrada com papel de parede, adamascado, mesas onde poisam taças de chá fumegante, copos de vinho e — dizem as más línguas — que também ali mais ao canto, discreto, algum cálice de medronho ou de licor de marmelo. Na verdade, ninguém sabe. Nem mesmo se os textos emanam o cheiro das esferas brancas que rolam nas gavetas da cómoda. No Zoom, onde os encontros ocorrem, o olfato fica na imaginação. Garantido, apenas, o prazer de manter a escrita em dia – ou em modo lusco-fusco, uma vez que os encontros acontecem nas tardes de domingo.

Oficinas ministradas em regime a distância. As sessões são síncronas e decorrem em direto nos dias e horário definidos, não havendo possibilidade de serem gravadas. 

 

OBJETIVOS

  • Adquirir e manter uma prática de escrita regular;
  • Desenvolver técnicas para enriquecer a escrita;
  • Explorar novas perspetivas.

 

DESTINATÁRIOS 

Alunos que estejam a frequentar ou tenham concluído um dos seguintes cursos: Escrita Criativa; Escrever um Livro Infantil; Técnicas de Storytelling; Escrever Argumentos e Guiões; Escrever um Livro; Microcontos; Escrever Terror; Escrita de Viagens ou Escrita de Romance. 

Veja o programa e inscreva-se AQUI

Não tarda nada, entram os mais novos em férias. 

Oficinas de Escrita Criativa para crianças. Oficina de Guionismo para os adolescentes.

Em julho, várias datas. Espreite a que melhor lhe convém aqui: http://bit.ly/onlineoficinascriancaseadolescentes

Os grupos são pequenos e a experiência — até para aqueles que parecem vir a contragosto — revela-se uma boa surpresa. 

É um prazer abrir as nossas portas aos pequenos e também aos adolescentes, com ou sem borbulhas, mas com vontade de descobrir novas formas de se expressarem. Em 13 anos de Escrever Escrever, o melhor presente é ver alguns deles, passados anos, a voltarem, mas desta vez pelo seu próprio pé.

Na manhã de 1 de julho, juntamo-nos à mesa (virtual) num colóquio organizado pela Universidade de Vigo, para ouvir e falar de Adília.
Leia aqui a nossa comunicação intitulada: «A minha história é outra e começa agora: a escrita criativa e a obra de Adília Lopes entre experiências e repercussões.»

«Não é por acaso que ainda nenhuma mulher pôs o pé na Lua. Mas talvez seja uma mulher o primeiro ser humano a pôr o pé em Marte. Já agora que seja uma preta lésbica e deficiente. O século XX foi politicamente incorrecto, mas este século promete. Não estou a brincar, sou de facto optimista. Por isso a minha prosa é rosa, amorosa, pirosa, laranja e verde-alface.»

(Adília Lopes, 2001)

«Não é por acaso que ainda nenhuma mulher conseguiu disputar os lugares de Camões e Pessoa na história da literatura portuguesa.
Mas talvez não seja por acaso se algum dia a Adília Lopes for reconhecida como a grande revolucionária da história da poesia portuguesa. Por ter provocado uma revolução que não se fez “nas praças / nem nos palácios” mas na “casa de banho / da casa / da escola / do trabalho.”» (AL, 1999).

«Não é por acaso que este site quer ser a futura casa do que se sabe e se diz sobre a sua obra.
Porque não é por acaso que a obra adiliana constitui um excelente ponto de partida para revermos criticamente a sociedade globalizada e as suas crises. Porque “É preciso desentropiar / a casa / todos os dias / para adiar o Kaos.”» (AL, 2002).
«E nunca será por acaso que “a poetisa é a mulher-a-dias / [que] arruma o poema / como arruma a casa / que o terramoto ameaça”, porque “o poema desentropia.”» (AL, 2002).

Venha espantar as traças da escrita.

Nas sessões de naftalina, de quinze em quinze dias, ao sábado, há encontro reservado a ex-alunos. Para o quê? Para escrever, ora pois! É que até a musa precisa de alimento, de festas e de estímulos. Se já passou pelos nossos cursos de cariz criativo, tem salvo-conduto. 

A inscrição faz-se aqui: http://bit.ly/onlinenaftalina2h

Entretanto, pode espreitar o Blog onde os textos são publicados: https://www.escreverescrever.com/blog

 

 

Calendário 2021

  • Sessão: 16 de janeiro

Tema: Escrever com os sentidos | Folhetim

  • Sessão: 30 de janeiro

Tema: Microconto | Folhetim

  • Sessão: 13 de fevereiro

Tema: Livros de instruções | Folhetim

  • Sessão: 27 de fevereiro

Tema: Tautogramas * | Folhetim

* Traga um dicionário de língua portuguesa

  • Sessão: 13 de março

Tema: Bola de Neve | Folhetim

  • Sessão: 27 de março

Tema: Haiku de primavera | Folhetim

  • Sessão: 10 de abril

Tema: Troca de palavras* | Folhetim

* Traga um dicionário de língua portuguesa

  • Sessão: 24 de abril

Tema: Lipograma | Folhetim

  • Sessão: 8 de maio

Tema: Palavras obrigatórias | Folhetim

  • Sessão: 29 de maio

Tema: Microconto | Folhetim

  • Sessão: 5 de junho

Tema: Textos Mosaico | Folhetim

  • Sessão: 19 de junho

Tema: Haiku de verão | Folhetim

  • Sessão: 10 de julho

Tema: Acrósticos, mesósticos e mensagens escondidas | Folhetim

  • Sessão: 24 de julho

Tema: Versões do acontecimento | Folhetim