Próximas edições

Obs.: Horário UTC + 1 (Lisboa); Número máximo de participantes: 10.

Fazer cócegas a mim próprio não me faz rir

Descrição

Técnicas básicas para a compreensão e criação de textos humorísticos para diferentes tipos de plataformas.

Esta oficina foca-se nas regras mais básicas e essenciais da escrita para comédia, aquelas que fazem todo este género funcionar. Estas regras são bastante específicas da produção de humor e estipulam os modos como a realidade pode ser distorcida para criar o riso. O módulo tem componentes de análise de exemplos, apesar de assentar na sua essência na escrita de textos por parte dos participantes.

As sessões são síncronas e decorrem em direto, através do Zoom, nos dias e horário definidos, não havendo possibilidade de serem gravadas. Algumas atividades e materiais de apoio são disponibilizados através da plataforma Moodle.

Esta oficina não se enquadra no formato de formação profissional certificada, contudo, poderá ser emitida uma declaração de participação da Escrever Escrever a quem a solicitar.

Objetivos

  • Compreender, identificar e aplicar as especificidades da escrita de humor na criação de textos humorísticos em diferentes formatos e tipos de plataformas. 

Destinatários

  • Maiores de 18 anos com domínio oral e escrito da língua portuguesa;
  • Pessoas que queiram usar a escrita de humor no seu contexto profissional ou apenas curiosos sobre o funcionamento da comédia. 

Programa

  • A importância da surpresa: setup / punch;
  • Mecanismos e técnicas-chave da criação humorística;
  • Mecânicas estruturais do humor;
  • Importância do ângulo;
  • Aplicação das técnicas na criação humorística, a partir de temáticas da atualidade e de situações do quotidiano;
  • Escrita de sketch (setup / punch em escola macro);
  • Revisão e reescrita.

Requisitos

  • 4 sessões de 2 h 30 cada uma, realizadas através do Zoom;
  • Datas: a definir; 
  • Total: 10 horas.

Requisitos

A oficina não exige conhecimentos prévios do tema.

Condições técnicas de acesso:

  • computador ou tablet onde seja possível abrir e editar ficheiros (.doc e .pdf);

  • ligação à Internet;

  • browser (Chrome, Safari ou Firefox);

  • microfone e câmara funcionais (obrigatório);

  • não é necessário instalar quaisquer programas informáticos;

  • os participantes são responsáveis por possuir conhecimentos informáticos de base para aceder às plataformas (Zoom e Moodle) e garantir a qualidade da sua ligação à Internet.

Quem participou diz...

«É um curso que nos faz viajar pelos mecanismos que estão por detrás de uma boa piada. Acima de tudo, são dez horas bem-humoradas em que percebemos o que nos faz rir.» Rui Monteiro

«Experiência enriquecedora, que me permitiu descobrir mais sobre um mundo que adoro, mas sobre o qual conhecia muito pouco. É como atravessar uma queda d'água e descobrir o que está para lá do que vemos. Viajamos da ideia ao "produto final", ficando a conhecer melhor o processo da escrita de humor.» Diogo Patrica (Técnico de Controlo e I&D)