Próximas edições

22 de novembro a 07 de fevereiro
sexta-feira das 19h às 22h
Valor: 390 € (360 € + 30 € matrícula)
Duração: 30.00 horas
Formador(a): Maria João Cruz

"I hate television. I hate it as much as peanuts. But I can't stop eating peanuts." Orson Welles

 

Sinopse

Um curso para quem quer ir além do encanto que as séries produzem. Perceber os mecanismos de escrita, as características dos diferentes géneros e estilos e dar os primeiros passos escrever histórias em formato televisivo.

 

Descrição

As séries de televisão são os novos livros de cabeceira. Sonha-se com elas, discute-se sobre elas nos cafés – do nosso bairro ou da nossa internet – como se discute o campeonato de futebol. Nunca se consumiu tanta ficção televisiva como agora, muitas vezes, sem sequer ligar o televisor. E no final de cada episódio, há sempre alguém que diz: «eu conseguia escrever isto».  Este curso é para essas pessoas. E também para aquelas que querem passar a dizê-lo. Uma viagem em vários episódios pelo mundo da escrita de ficção para televisão.

 

Objetivos

  • A televisão como a conhecemos até agora, as mudanças iminentes e os novos caminhos televisivos; 
  • Apresentação e discussão dos vários géneros televisivos. As ferramentas e metodologias essenciais para o desenvolvimento de ideias na área do entretenimento e da ficção; 
  • Evidenciar a importância das histórias e estimular a aprendizagem de novas formas de as contar em televisão; 
  • Introdução e análise da escrita para televisão. Apresentação das noções básicas da escrita de séries de ficção, dos géneros e estilos mais comuns, das técnicas e truques para escrever dramas, comédias ou dramédias, do histórico ao contemporâneo, do fantástico ao mais real; 
  • Escrita prática de sinopses, cenas e diálogos, bem como de pequeno exercícios que estimulem a discussão intergrupo,  a crítica e a autocrítica.

 

Destinatários

Aspirantes a argumentistas, curiosos da escrita e apaixonados do universo televisivo que desejem conhecer melhor o que está por detrás das séries favoritas e aprender as bases para escrever um guião para televisão.

 

Programa

Uma Casa de Papel

  • Quinta Dimensão. A televisão de ontem não é a televisão de amanhã, em que dimensão vivemos hoje?
  • Os Sopranos. A voz de quem escreve, os conselhos, dicas práticas e ensinamentos de alguns dos mais emblemáticos argumentistas de televisão;
  • A Guerra dos Tronos. Os reis e as rainhas da televisão, as séries e programas que influenciaram e mudaram o curso da História;
  • Black Mirror. A virtude ou vício da televisão, o streaming e o binge-watching, as novas plataformas e os caminhos que se abrem para a escrita de ficção.

A escrita para Televisão

  • Da ideia à escrita
  • A folha em branco. Vencer os medos e fazer da escrita um processo divertido;
  • A folha cheia. Disciplina e treino para passar as ideias ao papel;
  • Reciclagem criativa. Aprender a não despejar tudo no mesmo caixote.

 

  • A Narrativa. Os princípios, regras (e «não regras») da narrativa. Robert Mckee, Lajos Egri, Syd Field, etc.
  • O tema; 
  • A premissa; 
  • O conflito; 
  • Os personagens; 
  • Variedade de vocabulário;
  • A estrutura. 

 

  • A Série. Contar a história por capítulos
  • A progressão narrativa em várias doses; 
  • Episódios fechados e abertos. O que acaba e o que continua;
  • A temporada.

 

  • O Guião. Elementos fundamentais, metodologia e formatações
  • Sinopse; 
  • Tratamento; 
  • Atos e Cenas; 
  • Diálogos.

 

  • A Revisão do Guião
  • Escrever, falhar, escrever de novo, falhar melhor. A importância da reescrita; 
  • Less is more. A importância da seleção e edição; 
  • O inferno são os outros. As redes sociais e a importância de aceitar (e aguentar) a opinião de terceiros.

 

  • A escrita prática de guiões
  • A importância do cumprimento das diferentes fases da escrita.