Próximas edições

Porque o desconhecido também é belo

 

Sinopse

Oficina de apreciação de Poesia e de escrita lúdica a partir de textos poéticos, para quem tem gosto pela palavra escrita e alguma curiosidade em poesia.

 

Fantástica viagem pelos embalos poéticos do mundo. (Fausto Águia)

Um momento de delicada aprendizagem e de infinita descoberta. (Filipa Lança de Morais)

 

Descrição

A poesia é um fio que se vai puxando pouco a pouco. Para muitos, esse fio ficou desatado algures entre o «mas para que é me interessa o Camões?» e o «não tenho paciência para poetas». No entanto, alguma curiosidade ficou a moer devagarinho. E de tempos a tempos, voltamos a puxar o fio. Nem importa se ele nos conduz a um labirinto, com a poesia temos tempo para nos perder.

 

Objetivos

  • Estimular a leitura e descoberta da poesia;
  • Descobrir modos de abordar e interpretar os textos poéticos;
  • Elaborar pequenos exercícios de escrita com o pretexto da poesia.

 

Destinatários

  • Para quem quer entender melhor a poesia;
  • Para quem não vê a poesia desde o liceu e gostava de a reencontrar;
  • Para quem gosta de debater ideias, opiniões e leituras.

 

Programa

  • A poesia na palavra dos poetas;
  • A nossa experiência de poesia – retrato poético;
  • Como ler poesia;
  • Como reconhecer poesia – estilo de linguagem, época, forma;
  • Os primórdios da poesia portuguesa, paralelos e reescritas;
  • Como analisar um poema;
  • Condensação de sentido – metáforas;
  • O amor na poesia, superar o cliché;
  • Quebras de linha.