Nasci em Lisboa em 1962. Sempre vivi rodeado de imagens e, era natural, que nelas acabasse enredado. Cursei pintura nas belas artes, mas acabei por me dedicar à fotografia e ao vídeo nas vertentes de ensino, investigação e prática. Exponho regularmente e tenho publicado textos em torno da fotografia em jornais, livros e catálogos de exposições. Para além da plasticidade e estética, próprias da disciplina, interesso-me pelo lado narrativo, autobiográfico e ficcional que a fotografia proporciona, bem como pelas questões relacionadas com o tempo e a memória. A escrita tem sido um meio de encontrar um fio condutor neste labirinto.